D S T Q Q S S
 
 
 
 
 
 
1
 
2
 
3
 
4
 
5
 
6
 
7
 
8
 
9
 
10
 
11
 
12
 
13
 
14
 
15
 
16
 
17
 
18
 
19
 
20
 
21
 
22
 
23
 
24
 
25
 
26
 
27
 
28
 
29
 
30
 
 
 
 
 
 
 
Format: 2018-09-21
Format: 2018-09-21

Não existem eventos agendados para o dia seleccionado.

 

Perigo de derrocada das habitações em Guimarães "é real"

"O risco de derrocada é real", disse à Lusa Tiago Miranda.

Realçou, no entanto, que "houve o cuidado de construir o prédio sobre estacas", o que, na sua opinião, pode ter valido que "não tivesse ido na enxurrada".

Lembrou que poderá haver novos fenómenos de deslizamentos de terras no local, pelo que sublinhou a necessidade de avançar com medidas preventivas para proteger o prédio, apontando como exemplos a edificação de um muro de contenção e o desvio das linhas de água que passam por baixo dos prédios.

Em causa estão dois prédios, com um total de 10 moradias, cujos alicerces ficaram parcialmente a descoberto na sequência de uma derrocada de toneladas de terra e pedras.

Tiago Miranda admitiu que na origem do acidente poderá estar "uma conjugação de fatores", como a existência de linhas de água, a forma como foi feito o aterro onde assenta parte do prédio e a pluviosidade registada nos últimos dias.

"Dizer exatamente qual foi a causa é prematuro, porque faz falta um estudo mais profundo do local", salientou.

Última atualização: 02.05.2013